Município apoia alunos nas aulas à distância

O Município de Proença-a-Nova encontra-se a apoiar o Agrupamento de Escolas de Proença-a-Nova na resolução dos problemas identificados junto de alguns alunos para garantir que todos possam aceder aos conteúdos disponibilizados online no terceiro período letivo, ultrapassando as suas competências neste domínio. Até ao momento, a autarquia já adquiriu 35 acessos móveis à internet e 12 câmaras para computadores que não têm esta funcionalidade. Foram ainda emprestados 21 portáteis que fazem parte do projeto da Sala do Futuro - criada no âmbito do Plano Integrado e Inovador de Combate ao Insucesso Escolar -, para além dos computadores cedidos pelo próprio Agrupamento, havendo mais para empréstimo caso venha a ser necessário.

A principal dificuldade tem sido garantir o acesso à Internet no concelho, tendo em conta a cobertura deficitária em algumas localidades. “Há muito tempo que notificámos empresas prestadoras deste serviço e Governo para o que consideramos ser uma necessidade básica que agora está a revelar-se fundamental para os nossos alunos, mas que é igualmente importante quando falamos de segurança das populações em cenários de incêndios florestais, por exemplo. A cobertura de rede nas mesmas condições em todo o território nacional é um direito”, considera o presidente da Câmara Municipal de Proença-a-Nova, João Lobo. Em algumas localidades, os alunos estão a deslocar-se às associações da aldeia - no âmbito dos protocolos estabelecidos com a autarquia na cedência de antigas escolas primárias, entretanto encerradas e requalificadas para novas funções, - onde têm conseguido minimizar a inexistência de cobertura de rede nas suas habitações, mesmo recorrendo a equipamentos móveis.

O Município disponibilizou ainda a rede de Solidariedade que tem a funcionar em todo o concelho, para o caso de ser necessário transportar documentos para os alunos que estejam com mais dificuldade em seguir as aulas pelos meios tecnológicos. Mesmo com as escolas fechadas, do 1º ao 12º ano, têm sido asseguradas as refeições para os alunos do Escalão A, inclusivamente nas férias escolares da Páscoa, com entrega domiciliária aos alunos que residam a mais de três quilómetros da cantina. A partir de dia 21 de abril, as refeições vão ser alargadas também aos alunos do Escalão B.

O Município, que assumiu a transferência de competências no âmbito da Educação, tem assegurado igualmente equipamentos de proteção individual para os funcionários do Agrupamento.

2020-04-17