GNR sensibiliza para a queima de sobrantes em segurança

A GNR – através da SPENA - Secção de Serviço de Proteção da Natureza e do Ambiente, UEPS - Unidade Emergência de Proteção e Socorro e Guarda Florestal – realizou na manhã desta terça-feira, 5 de abril, uma demonstração sobre como fazer uma queima de sobrantes em segurança. Para além de elementos das equipas do Ambiente e Espaços Verdes do Município e da União de Freguesias de Proença-a-Nova e Peral e da equipa do Centro Ciência Viva da Floresta, a turma S1 do primeiro e segundo ano de Sobreira Formosa também assistiu a esta atividade, permitindo que os mais pequenos contactem com algumas dos comportamentos que devem ser adotados na altura de queimar sobrantes e aprendam mais sobre como usar o fogo.

O primeiro conselho é que uma queima nunca deverá ser feita por apenas uma pessoa; depois, os sobrantes devem ser colocados preferencialmente em cima de terra lavrada, afastados de pastos, silvados, matos ou árvores. A faixa em redor do monte de sobrantes deverá, se possível, ser molhada e deverá haver água num recipiente ou uma mangueira por perto. O ideal é fazer vários montes de sobrantes, de menor dimensão, queimando um por um para que a atenção não fique dispersa: se saltar alguma faúlha, esta deverá ser apagada de imediato. Recomenda-se especial atenção às alterações de vento: a inalação de fumo pode ser fatal, pelo que é aconselhado usar-se panos húmidos para tapar a boca e o nariz ou usar uma máscara de fumo. A queima não deverá ser abandonada até estar completamente apagada, se necessário recorrendo a água ou a terra para colocar nas cinzas.

Esta demonstração serviu ainda para alertar para as alterações introduzidas pelo Decreto-Lei 82/2021 de 13 de outubro, que estabelece o Sistema de Gestão Integrada de Fogos Rurais no território continental e define as suas regras de funcionamento. De acordo com a nova legislação, a queima de sobrantes só é permitida sempre que o risco de incêndio for inferior aos níveis muito elevado ou máximo – na página do Município é possível consultar diariamente em que nível está o risco de incêndio. Para realizar a queima, mantém-se a necessidade de comunicação prévia obrigatória (esta pode ser realizada diretamente no portal do ICNF ou através da Câmara Municipal, ligando o número 274 670 000 das 9h00 às 12h30 e das 13h30 às 17h00, com indicação do contribuinte, número de contacto e local e dia da realização da queima).

Esta iniciativa decorreu junto de um dos locais onde é possível colocar sobrantes agrícolas que serão posteriormente destroçados, em linha com o objetivo mais geral de reduzir a queima de sobrantes e incentivar à aplicação de outras alternativas, como a sua utilização em biomassa (especialmente para os sobrantes florestais) ou destroçamento. No final da ação de demonstração, os alunos foram presenteados com algumas lembranças no âmbito da campanha “Floresta Segura” que pretende alertar precisamente para o uso correto do fogo.

2022-04-05