Aprovado Regulamento da Utilização da Cozinha Partilhada na Cooperativa de Montes da Senhora

O projeto de Regulamento da Utilização da Cozinha Partilhada na Cooperativa de Montes da Senhora foi aprovado por unanimidade pela Assembleia Municipal a 30 de setembro. O aumento da procura por parte de pequenos produtores desta unidade agroindustrial, gerida pelo Município, criou a necessidade de regulamentar o seu uso e funcionamento de modo a ter uma maior rentabilização dos serviços disponibilizados. Um dos objetivos deste regulamento é possibilitar uma melhor gestão da utilização, definindo um conjunto de regras de acesso ao espaço físico e aos serviços, tais como a atribuição de horários aos produtores, a fixação do valor da renda e a responsabilização de cada utilizador no que diz respeito à conservação dos equipamentos, acessórios, mobiliário e instalações.

Ao mesmo tempo, outras das vantagens que esta regulamentação poderá trazer é a possibilidade de fixação de jovens no Município que queiram começar um projeto. Assim, permite-se alçar novos projetos para os empreendedores que não teriam possibilidade de sozinhos os implementarem e com isso aumentar a hipótese dos mesmos e das suas empresas/projetos se poderem desenvolver.

Totalmente equipado, incluindo mobiliário, armário frigorífico e de congelação, fogão industrial a gás, máquina de embalamento a vácuo, abatedor de temperatura para congelação rápida, varinha mágica industrial, banho-maria, balança e espaço para escritório e sala de reuniões, este local serve várias atividades: produção de compotas, licores, cosméticos naturais, doces regionais, molhos e temperos, chocolates e conservação de hortícolas e frutas, num total de 11 projetos apoiados.

A funcionar desde 2016, a Cozinha Partilhada pretende apoiar a incubação de projetos empresariais compatíveis com a prestação de um serviço de qualidade diferenciada, assentes na produção local, que procurem testar e/ou implementar produtos no mercado, no sentido de alavancar pequenos projetos existentes, valorizar a produção agrícola local e acrescentar valor à produção artesanal. Os interessados em utilizar este equipamento deverão contactar o Município através do Gabinete de Apoio ao Agricultor e Empresário (gapemp@cm-proencanova.pt). 

2020-10-01