Projetos Cofinanciados

 
 
Elaboração do Cadastro das Infraestruturas existentes nos Sistemas em Baixa no Município de Proença-a-Nova
Código da Operação
POSEUR-03-2012-FC-000088
Beneficiário
Município de Proença-a-Nova
Investimento Total
257 365,20 €
Investimento Elegível Aprovado
236 917,20 €
Apoio Total Aprovado
201 379,62 €
Taxa de cofinanciamento
85 %
Estado
Em Execução

Resumo:

A operação de “Elaboração de Cadastro das Infraestruturas existentes nos Sistemas em Baixa no Município de Proença-a-Nova” tem como objetivo geral a obtenção de informação cadastral, através de levantamentos, que permita uma gestão mais eficiente dos serviços e um melhor acesso aos mecanismos de controlo e informação em tempo real que evitem perdas e diminuam os custos de operação. Desta forma, a operação “Elaboração de Cadastro das Infraestruturas existentes nos Sistemas em Baixa no Município de Proença-a-Nova” pretende contribuir para: Conhecimento efetivo das infraestruturas da Rede de Abastecimento de Água e da Rede de Saneamento de Águas Residuais do Município de Proença-a-Nova; Otimização do procedimento e oportunidades para o uso eficiente da água, através da gestão da utilização dos recursos hídricos, promovendo a redução das perdas nas redes públicas de distribuição de água; Otimização das pressões nas redes públicas de distribuição de água; Promoção da sustentabilidade dos Sistemas de Abastecimento de Água, de modo a manter a qualidade da água destinada a consumo humano.

Beira Baixa Terras de Excelência - Comunicação, Animação e Inovação
Código da Operação
CENTRO-04-3928-FEDER-000009
Beneficiário
Comunidade Intermunicipal da Beira Baixa
Investimento Total
1 258 227,35€
Investimento Elegível Aprovado
836 611,76 €
Apoio Total Aprovado
711 120,00 €
Taxa de cofinanciamento
85 %
Estado
Em Execução

Resumo:

Constituem objetivos desta candidatura os seguintes: 1) Consolidar a marca territorial “Beira Baixa: Terras de Excelência”; 2) Qualificar a oferta de serviços e produtos associados à marca para uma valorização integrada dos recursos endógenos, de consolidar as cadeias de valor associadas aos produtos autóctones, gerando valor para a economia local; 3) Contribuir para a preservação da identidade regional da Beira Baixa, para a sustentabilidade dos seus recursos naturais endógenos e dos seus produtos e produções agroalimentares; 4) Apresentar um calendário de eventos em rede no território da CIMBB e por esta coordenado; 5) Incentivar a articulação entre agentes públicos e privados, garantindo a transferibilidade dos resultados das ações no território; 6)Apostar na inovação territorial, organizacional e produtiva, na qualidade dos processos produtivos e na valorização dos seus recursos diferenciadores; 7) Fomentar a cooperação com outras Estratégias de Eficiência Coletiva, SAAC/SIAC, Pólos de Competitividade e Tecnologia, Estabelecimentos de Ensino Superior e Investigação do território PROVERE Beira Baixa, como o CATAA, a InovCluster, a AEBB, a ACICB e o IPCB; 8)Estimular a produção de um efeito multiplicador do investimento público no privado.

Planos Inovadores de Combate ao Insucesso Escolar
Código da Operação
CENTRO-03-5266-FSE-000021
Beneficiário
Comunidade Intermunicipal da Beira Baixa
Investimento Total
2 609 872,13 €
Investimento Elegível Aprovado
2 609 872,13 €
Apoio Total Aprovado
2 218 391,31 €
Taxa de cofinanciamento
85 %
Estado
Em Execução

Resumo:

Com base no diagnóstico realizado e nos principais constrangimentos identificados nomeadamente o elevado nível de analfabetismo e de abandono escolar, a reduzida instrução dos pais e encarregados de educação (escolarização e competências familiares), a baixa densidade populacional que aumenta a distância à escola, a elevada rotatividade dos professores e dos psicólogos, a elevada taxa de retenção e desistência no ensino básico, os problemas económicos das famílias e a dificuldade em abordar de forma eficaz e eficiente os grupos de risco foram definidos objetivos no âmbito do aumento da igualdade no acesso ao ensino, da melhoria do sucesso educativo dos alunos e do reforço da qualidade e eficiência do sistema de educação na Região da Beira Baixa. A análise da situação atual do território educativo da Beira Baixa permitiu identificar o seguinte objetivo geral: “projetar o projeto educativo como solução sustentada da evolução social, cívica e económica das populações da Beira Baixa”.

Neste contexto, foram identificadas três vertentes de atuação do Plano: Escola, Família e Comunidade. Neste sentido, tendo em conta as vertentes de atuação do Plano Integrado e Inovador de Combate ao Insucesso Escolar da Beira Baixa e os beneficiários elegíveis da presente Operação, de acordo como Aviso n.º CENTRO 66-2016-15, foram definidos os seguintes objetivos específicos: Potenciar a Escola enquanto provedor de acesso a escolaridade diferenciada e adaptada à realidade da Beira Baixa; Aproximar a Família da realidade educacional da Beira Baixa; Potenciar a Comunidade enquanto agente promotor de projetos de minimização das desvantagens económicas e sociais da Beira Baixa.

Produção de informação e conhecimento (cartografia) sobre riscos associados às Alterações Climáticas no município de Proença-a-Nova
Código da Operação
POSEUR-02-1708-FC-000074
Beneficiário
Município de Proença-a-Nova
Investimento Total
247 756,00 €
Investimento Elegível Aprovado
Aguarda aprovação
Apoio Total Aprovado
Aguarda aprovação
Taxa de cofinanciamento
75 %
Estado
Submetida

Resumo:

Os principais objetivos são a implementação de medidas de adaptação e a preparação para os riscos do clima extremo que a região enfrenta, como resultado das alterações climáticas, reforçando ainda de forma robusta a sua resiliência o município de Proença-a-Nova pretende produzir informação e conhecimento (cartografia) sobre riscos associados às Alterações Climáticas. Os resultados da operação proposta irão suportar o desenvolvimento de planos e estratégias de adaptação e resiliência às alterações climáticas, contribuindo para os objetivos da Estratégia Nacional de Adaptação às Alterações Climáticas, ENAAC, nomeadamente no que diz respeito à sua resposta aos objetivos referentes à atualização e promoção do conhecimento sobre as alterações climáticas e avaliação dos impactes, avaliação da capacidade de adaptação e priorização de medidas a implementar e à promoção da integração da adaptação às alterações climáticas nas políticas públicas, e dispor de informação e conhecimento de suporte ao planeamento, monitorização, comunicação e sensibilização por forma a dar resposta às alterações que poderão implicar um conjunto de impactes sobre o território bem como sobre os sistemas naturais e humanos que o compõem.

Requalificação da Avenida do Colégio
Código da Operação
CENTRO-07-2316-FEDER-000020
Beneficiário
Município de Proença-a-Nova
Investimento Total
149 534,47 €
Investimento Elegível Aprovado
149 534,47 €
Apoio Total Aprovado
127 104,30 €
Taxa de cofinanciamento
85 %
Estado
Em Execução

Resumo:

A intervenção decorre na Avenida do Colégio, na Rua do Paço e no início da Rua Júlio Grilo, tendo o seu início na interseção da Rua de Santa Cruz com a rua do Paço terminado na Variante Sul a Proença-a-Nova. Estas são vias estruturantes do espaço urbano e de acesso a equipamentos relevantes da dinâmica social da vila, a solução tem como objetivo a beneficiação das vias existentes, nomeadamente nas características do pavimento, com o levantamento da calçada existente, a reformulação de zonas de circulação pedonal, redimensionamento das caldeiras das árvores e reorganização das áreas de estacionamento. Os passeios públicos apresentam áreas muito degradadas, essencialmente devido as raízes das árvores que provocaram deformações acentuadas. Em termos de segurança rodoviária tratando-se do principal acesso à Escola E.B. 2,3/S Pedro da Fonseca de Proença-a-Nova serão criados espaços específicos para estacionamento de autocarros de forma a garantir a entrada e saídas dos alunos em segurança para os respetivos meios de transporte. Foi definido um perfil de 6m de faixa de rodagem, sendo a área sobrante destinada a passeios públicos com uma dimensão variável e criadas áreas específicas para estacionamento. As árvores existentes foram integradas em caldeiras de dimensões apropriadas e foi prevista a plantação de novos elementos vegetais. Assim estão asseguradas melhorias nos aspetos relacionados com a acessibilidade, com a definição de passadeiras sobre elevadas, zonas de rampas entre desníveis e áreas de circulação pedonal com a dimensão adequada.

Beira Baixa Cultural
Código da Operação
CENTRO-07-2114-FEDER-000013
Beneficiário
Comunidade Intermunicipal da Beira Baixa
Investimento Total
947 980,00 €
Investimento Elegível Aprovado
631 144,49 €
Apoio Total Aprovado
378 686,69 €
Taxa de cofinanciamento
85 %
Estado
Em Execução

Resumo:

Este projeto tem como objetivos: Contribuir para a qualificação e valorização dos elementos culturais endógenos da sub-região Beira Baixa; Incrementar os fluxos turísticos na sub-região Beira Baixa através de uma atuação integrada e em rede de valorização e promoção cultural; Promover a dinamização e o desenvolvimento do património cultural, material e imaterial, enquanto instrumento de diferenciação e competitividade do território; Estimular a participação da população na implementação das estratégias e ações de promoção do território e de valorização do património cultural; Potencializar o turismo e o património enquanto catalisadores para a atenuação das tendências regressivas que o território enfrenta; Estimular o aparecimento de ações concertadas a nível regional para a promoção do desenvolvimento dos territórios de baixa densidade.

Requalificação do Largo da Devesa em Proença-a-Nova
Código da Operação
CENTRO-07-2316-FEDER-000069
Beneficiário
Município de Proença-a-Nova
Investimento Total
313 190,08 €
Investimento Elegível Aprovado
305 394,38 €
Apoio Total Aprovado
259 585,22 €
Taxa de cofinanciamento
85 %
Estado
Em Execução

Resumo:

A intervenção a que se refere a presente candidatura pretende criar condições que possibilitem a utilização deste espaço pela população, travando assim o normal processo de envelhecimento do espaço público. Os principais objetivos da proposta são: Regeneração do tecido urbano envelhecido e fragilizado; Qualificação do espaço público urbano, um dos fatores determinantes de qualidade de vida dos habitantes; Reforço da atratividade do largo através da sua revitalização enquanto local de excelência urbana; Tornar o largo num ponto de referência na Vila e no Concelho; Fomentar a vivência do espaço e a promovê-lo do ponto de vista da sua urbanidade; Articular o largo como ponto de interesse para a estratégia turística do concelho; Criar condições de suporte à atração/instalação de novas valências - económicas, sociais e culturais.

Pré-qualificação da operação de Acolhimento Empresarial do concelho de Proença-a-Nova
Código da Operação
CENTRO-02-0853-FEDER-000008
Beneficiário
Município de Proença-a-Nova
Investimento Total
1 691 104,89 €
Investimento Elegível Aprovado
1 465 487,29 €
Apoio Total Aprovado
1 245 664,20 €
Taxa de cofinanciamento
85 %
Estado
Em Execução

Resumo:

A presente operação tem como missão “Criar condições de excelência no território para a atração de investimento, através de espaços de acolhimento empresarial modernos e qualificados, capazes de alavancar o desenvolvimento local e regional e de fomentar sinergias relevantes no âmbito da inovação e da valorização dos recursos endógenos”. Considerando o tipo de investimentos, prevê-se atingir os seguintes objetivos estratégicos: Aumentar a disponibilização de espaço para acolhimento empresarial em áreas infraestruturadas e adequadas à instalação e/ou expansão de empresas novas ou já instaladas no concelho; Disponibilizar espaços com equipamentos e infraestruturas de elevada qualidade que ofereçam boas condições de salubridade e segurança para as empresas instaladas; Dotar as áreas de acolhimento empresarial de bons acessos viários que permitam melhorar a circulação de pessoas (trabalhadores, clientes e fornecedores) e de mercadorias; Disponibilizar serviços de apoio ao empreendedorismo e ao desenvolvimento de empresas, de elevada qualidade, competência e profissionalismo; Favorecer a captação de investimento nacional e estrangeiro para o território, fundamentalmente, de empresas com atividades de elevado valor acrescentado e orientadas para a inovação e para sectores estratégicos para o concelho e para a região; Contribuir para o desenvolvimento territorial através da criação de condições favoráveis à criação de emprego, aumento da competitividade empresarial e da sua capacidade exportadora.

Requalificação do Mercado Municipal e Requalificação da área envolvente (Praceta Frei Rodrigo Egídio)
Código da Operação
CENTRO-07-2316-FEDER-000178
Beneficiário
Município de Proença-a-Nova
Investimento Total
526 295,07 €
Investimento Elegível Aprovado
Aguarda aprovação
Apoio Total Aprovado
Aguarda aprovação
Taxa de cofinanciamento
85 %
Estado
Submetida

Resumo:

A presente candidatura enquadra-se no aviso de concurso Centro-16-2018-03, enquadradas na prioridade de investimento 6.5. Quanto ao enquadramento nas tipologias, o projeto enquadra-se na tipologia a) Qualificação e modernização do espaço, equipamentos e ambiente urbano, incluindo espaços verdes e mobiliário urbano e c) Qualificação e modernização dos edifícios públicos, visando a dinamização de atividades económicas em meios urbanos através da adaptação de espaços para acolhimento de iniciativas produtivas. Esta pretende dar continuidade às intervenções de requalificação do espaço público da vila de Proença-a-Nova. A intervenção a que se refere a presente candidatura pretende criar condições que possibilitem a utilização deste espaço pela população, travando assim o normal processo de envelhecimento do espaço público. Os principais objetivos da proposta são: Regeneração do tecido urbano envelhecido e fragilizado; Qualificação do espaço público urbano, um dos fatores determinantes de qualidade de vida dos habitantes; Reforço da atratividade do largo através da sua revitalização enquanto local de excelência urbana; Tornar o Mercado Municipal e a área envolvente num ponto de referência na Vila e no Concelho; Fomentar a vivência do espaço e a promovê-lo do ponto de vista da sua urbanidade; Articular o mercado como ponto de interesse para a estratégia de comercialização de produtos e serviços endógenos; Tornar o Mercado e a área envolvente como um fator de desenvolvimento económico e social desta área urbana uma vez que se localiza numa área residencial de média densidade.