Simulacro testa Plano de Emergência do Aeródromo Municipal

O Plano de Emergência do Aeródromo Municipal de Proença-a-Nova foi testado com a realização de um simulacro em que participou o corpo de Bombeiros Voluntários de Proença-a-Nova, com os meios necessários para o teatro de operações, e aeronave do Sky Fun Center, empresa que explora a infraestrutura na vertente desportiva, no dia 22 de fevereiro. O objetivo foi testar os procedimentos instituídos no plano, incluindo tempos de resposta a uma situação de crise que, no caso, envolvia um incêndio na aeronave que transportava um paciente ferido, exigindo a intervenção no local. Para além de proporcionar treino aos meios de salvamento, pretendeu-se garantir o mínimo tempo de resposta perante uma situação de acidente.

GNR, Centro Distrital de Operações de Socorro de Castelo Branco, FEB - Força Especial de Bombeiros (Canarinhos), diretor do Aeródromo Municipal e o responsável máximo pela Proteção Civil no concelho de Proença-a-Nova, no caso o presidente da autarquia, foram outras das entidades presentes no simulacro, para além dos técnicos da Autoridade Nacional para a Aviação Civil (ANAC) que supervisionaram e avaliaram o exercício, que decorreu no âmbito da renovação da certificação do Aeródromo Municipal. O Centro de Meios Aéreos de Proença-a-Nova, além de ser sede fixa da FEB, inclui também uma unidade local de formação de bombeiros que, em parceria, com o Centro Ciência Viva da Floresta, ministra formação.

Em 2017, o Aeródromo Municipal registou 1100 movimentos aéreos, realizados maioritariamente pelo dispositivo de combate a incêndios (652 movimentos com maior incidência nos meses de julho e agosto), pelo Centro de Paraquedismo (440) e ainda por privados (18). No âmbito da atividade do Sky Fun Center, contabilizaram-se 1.500 saltos.

Fotografias do simulacro disponíveis na página oficial do Facebook do Município.

2018-02-26