Residência artística de escultura “invade” Proença-a-Nova

A Praia Fluvial da Aldeia Ruiva abrigou, entre os dias 10 e 13 de maio, uma residência artística da Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa (FBAUL), com o tema “Invasões, que contou com a participação de 24 alunos, comprometidos com a formalização e a materialização de projetos originais no âmbito da escultura e da medalhística. “Tomando como matéria de experimentação plástica o conceito universal de «invasão», os alunos residentes focaram as suas atenções na passagem das Invasões Francesas pelo concelho de Proença-a-Nova, usufruindo da entusiástica preleção realizada pelo professor António Manuel Silva durante a visita ao Forte das Batarias, na linha defensiva da Serra das Talhadas”, contextualizou Andreia Pereira, escultora/assistente convidada de Medalhística na FBAUL.

O programa de trabalhos contemplou também demonstrações técnicas de modelação em estanho e tratamento de superfícies metálicas, contando com a experiência da equipa técnica da FBAUL e de Elias Correa, membro da comunidade local que prontamente se disponibilizou a partilhar os seus saberes. “Como balanço da atividade destaca-se a camaradagem entre os diversos intervenientes, apostados em trocar, desenvolver e aprofundar conhecimentos, adaptando-os às inquietações, intenções e necessidades dos seus projetos”, refere a docente.

Esta residência, com abertura à comunidade local, realizou-se ao abrigo do protocolo entre o Município de Proença-a-Nova e a Área de Escultura da Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa.

Fotografias da residência disponíveis na página oficial do facebook do Município.

 

2018-05-14