Museu Isilda Martins

 

Da minha aldeia vejo
Quanto da terra se pode ver no Universo…
Por isso a minha aldeia
É grande como outra terra qualquer.
Alberto Caeiro, O guardador de rebanhos
 
A história deste núcleo etnográfico cruza-se com a do Grupo de Danças e Cantares de Sobreira Formosa, fundado em 1979. Foi por iniciativa da diretora técnica do grupo, Isilda Martins, que se iniciou a recolha de objetos de uso quotidiano, vestuário, alfaias agrícolas e outros utensílios entretanto organizados de forma a recordarem aos visitantes memórias da vida no concelho, particularmente na primeira metade do século XX.

Inaugurado a 19 de fevereiro de 2012, o museu está ainda a desenvolver a carta educativa com atividades para grupos e escolas, mas oferece já a possibilidade de marcações para visitas guiadas e para projeção dos dois documentários disponíveis – um relativo ao ciclo do linho e outro sobre a recolha de resina, duas das atividades que no passado tiveram forte expressão no concelho.

Três dos sete núcleos em que está organizado contemplam atividades ligadas à agricultura e floresta, enquanto nos restantes quatro são recordados espaços centrais da casa e ofícios tradicionais – como o sapateiro, o ferreiro ou a modista. Existe ainda um módulo expositivo que contempla o vestuário e algumas peças que se destacam pela antiguidade ou pela curiosidade. Exemplo disso são a meada galega, que servia para curar o “estrepasso” das crianças, as ventosas usadas para tratamento de pneumonias ou dois relógios de sol de bolso com mais de um século.

Pode marcar uma visita ou selecionar os serviços desejados para grupos.

Horários:
Segunda a Sábado, das 14h00 às 17h30
Domingo, das 14h00 às 18h00
Telefone
274 822 389
Coordenadas GPS
Latitude: 39°46'24.30"N   
Longitude: 7°51'1.38"W
To view virtual tour properly, Flash Player 9.0.28 or later version is needed. Please download the latest version of Flash Player and install it on your computer.