Sabores de Natal invadiram Proença-a-Nova

Filhós, sonhos, coscoréis, nogados, queijo fresco, magia e animação marcaram o fim de semana em Proença-a-Nova no Mercado dos Sabores de Natal. O “filhódromo” esteve em funcionamento durante os dois dias do evento, garantindo os fritos tradicionais da época e abrindo o apetite a quem visitava o mercado.

“Este certame revelou que no nosso concelho esta época está recheada de bons produtos sendo, certamente, a filhó a rainha na mesa da consoada dos visitantes que tiveram a oportunidade de marcar a sua presença e adquirir esta tradicional sobremesa”, afirma João Manso, Vice-Presidente da autarquia.

O primeiro dia começou com o atelier de Queijo Artesanal, que se repetiu na tarde de domingo, uma iniciativa inserida no projeto Beira Baixa Cultural cofinanciado no âmbito do Centro 2020, Portugal 2020 e Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional da União Europeia. Nesta oficina, que contou com o apoio do Centro Ciência Viva da Floresta, os visitantes aprenderam todos os procedimentos, observaram ao vivo o processo de coalhar o leite e encheram os acinchos com a matéria-prima até resultar num queijo fresco.  A fanfarra Farratuga abrilhantou a noite fria de sábado, com vários momentos musicais no recinto, tocando e interagindo com o público presente.

Para as crianças, a animação foi uma constante com bolas de sabão, pipocas, pinturas faciais e a boneca saltinona que tirou fotografias com a sua polaroid. O Mickey e a Minnie fizeram as delícias dos mais pequenos, mas também de muitos adultos. O destaque foi para o espetáculo de magia no domingo à tarde, onde a plateia lotada desfrutou de momentos mágicos de uma forma divertida.

A Filhá, apresentada pelo Centro Ciência Viva da Floresta, foi a novidade gastronómica deste ano, e que teve como base a receita tradicional da massa de filhós, mas apresentada com outro formato de forma a poder ser recheada. Os recheios com sabores tradicionais da região, ginjas da ginjinha, marmelada e queijo de cabra e ainda outro com uma alusão aos sabores da época natalícia, brigadeiro de cacau e laranja cristalizada. Dadas as densidades e pesos diferentes dos vários recheios foi utilizado um "pauzinho de espetada" para rodar as filhás na fritura até ao ponto de cozedura ideal de cada recheio.

Paralelamente ao Mercado dos Sabores de Natal aconteceu o 148º Passeio Pedestre: Natal Rota Gourmet, no domingo, que ligou o Sobral Fernando à Catraia, num percurso com 11km. Ao longo do passeio, além de descobrirem ou revisitarem a beleza natural do concelho, os 300 participantes oriundos de diferentes pontos do país, provaram iguarias natalícias como a tradicional tiborna de azeite, bolo rei, cavacas, as filhós acompanhadas pelos licores, enchidos, caldo verde, queijo, fernandinhos e diferentes sobremesas como sobralitos ou arroz doce que ajudaram a ultrapassar a dificuldade do caminho.

Pão, sopas, tigeladas e outras sobremesas igualmente natalícias, além das filhós e dos fritos da época, foram algumas das propostas apresentadas pelas 14 associações do concelho presentes no certame. Dez produtores de mel, chocolates, compotas, bolos e bolachas e 13 artesãos enriqueceram o mercado.

Este é o evento que encerra o calendário de 2017, organizado pelo Município de Proença-a-Nova com a colaboração do Projeto Promover e Integrar do CLDS 3G, onde a doçaria típica do Natal é a protagonista, à qual se junta outros produtos regionais e o artesanato, valorizando a oferta e dinamizando o melhor que o concelho produz.

2017-12-19