Pinhal Maior apresenta apoios disponíveis para projetos de agricultura biológica

A maior consciencialização dos consumidores quanto à alimentação e à necessidade de privilegiar alimentos produzidos em modo de agricultura biológica tem contribuído para uma maior procura destes produtos. Para divulgar a janela de oportunidade que este crescente interesse do mercado criou, a Pinhal Maior – Associação de Desenvolvimento do Pinhal Interior Sul encontrava-se a promover um conjunto de ações de sensibilização nos Municípios associados, apresentando o projeto “Bio Berço da Lusitânia”.

Em Proença-a-Nova, a primeira ação realizou-se esta quinta-feira, 16 de fevereiro, no edifício da União de Freguesias de Sobreira Formosa e Alvito da Beira, tendo Augusto Nogueira, diretor da Pinhal Maior, apresentado em linhas gerais o projeto que envolve, logo na base, os agricultores aderentes, até à fase do escoamento dos produtos. A associação apoiará a certificação dos terrenos e dos agricultores, aconselhará sobre as espécies a produzir; intervirá na recolha e venda/comercialização com uma central de recolha, de embalamento e de entrega de produtos / centro de venda.

Para os interessados em conhecer em pormenor este projeto, a Pinhal Maior dinamizará uma segunda sessão, no dia 22 de fevereiro, no Centro Ciência Viva da Floresta, às 18h30, com entrada livre. Na sequência das ações de divulgação, será realizado uma formação gratuita de 25 horas de introdução à agricultura biológica.

2018-02-16